Desde 2002 no mercado de construção civil e reformas em geral.

(81) 9.8794-2230   Orçamento

O nosso Blog é um espaço para ajudar com dicas e notícias para todos os que estão passando por obras e reformas.

Blog - dicas & notícias

Facebook Whatsapp Twitter


Saiba como calcular forro PVC

22 Outubro | 2021



Forros de PVC são uma alternativa muito utilizada para fazer o acabamento do teto de diferentes ambientes, sobretudo aqueles que apresentam umidade, como os banheiros, ou que precisam de bom isolamento térmico e/ou acústico.

E não é só isso: o forro de PVC ainda age como retardador de fogo, tem fácil instalação e exige pouca manutenção. E isso se reflete no seu valor: trata-se de um material com bom custo-benefício e mais acessível que outros tipos de acabamento.

Mas fica a dúvida: como calcular a quantidade de forro de PVC que você vai precisar? Neste post, elencamos as principais orientações. Acompanhe!

Afinal, o que é PVC?

Antes de vermos como calcular o forro de PVC, vamos entender um pouco mais sobre esse material. PVC é uma sigla que significa policloreto de vinil. Trata-se de um composto derivado do petróleo, que é obtido por meio da combinação entre eteno, cloro e sal marinho.

Ele é largamente utilizado em construções, desde tubulações até, como estamos vendo, a fabricação de forros, pois resistem bem à umidade e possuem boa resistência a intempéries.

Benefícios do forro de PVC

Além de se dar bem em ambientes úmidos, o PVC apresenta vantagens como:

É altamente durável (cerca de 60 anos);
É atóxico;
É autoextinguível, ou seja, não propaga chamas;
É bom isolante térmico, elétrico e acústico;
É 100% reciclável;
É fácil de instalar;
É impermeável;
É leve;
É resistente a choque e intempéries (chuva, sol e maresia);
É resistente a fungos, bactérias, insetos e roedores;
É resistente a reagentes químicos.

Como calcular a quantidade certa de forro de PVC?

Agora que conhecemos melhor esse material e seus benefícios, vamos entender como calcular a quantidade a ser utilizada em forros.

Embora também possa ser vendido por metro quadrado (m²) como outros materiais, por exemplo pisos e revestimentos, o PVC geralmente é comercializado em placas de 20 centímetros de largura e comprimentos variados. Ou seja, o cálculo da quantidade de forro necessária vai depender das medidas (largura e comprimento) do ambiente que será revestido.

Para fazer o cálculo é simples: basta medir o teto na orientação em que você gostaria que as placas fossem instaladas. Uma dica é utilizar o lado com maior comprimento como referência para o tamanho das lâminas (faz o ambiente parecer maior), e o menor para estimar a quantidade de placas que será necessária.

Exemplos: o ambiente que vai receber o forro de PVC tem 5 metros por 6 metros. Vamos considerar que, nesse caso, as placas deverão ter a mesma orientação do maior lado, ou seja, 6 metros.

O passo seguinte é dividir o comprimento do lado menor pela largura das peças, o que vai nos dar a quantidade de placas necessárias. Em nosso exemplo, seriam 5 metros (ou 500 centímetros) dividido por 0,2 metros (ou 20 centímetros). O resultado nos mostra que precisaríamos de 25 placas de forro de PVC para revestir o ambiente.

Outros materiais necessários para instalar o forro de PVC

Não basta adquirir as placas. Para que o forro possa ser instalado, é necessária uma estrutura metálica onde o PVC será fixado. Ela deve ser presa ao teto como se fosse um tabuleiro de xadrez, formando quadrados.

É importante atentar para instalar as vigas horizontalmente em relação à orientação das placas, com uma distância de 50 a 60 centímetro entre os metalons. A construção da estrutura metálica é feita, ainda, com cantoneiras (internas e externas), parafusos e/ou pregos de aço, buchas, sarrafos, emendas e réguas de acabamento.

Outro material que deve ser comprado é o acabamento lateral, que pode ser rodaforros ou em sanca. Os rodaforros são vendidos em um tamanho padrão de 6 metros. Portanto, é preciso somar as medidas dos quatro lados do teto e dividir pelo comprimento padrão.

Exemplo: no mesmo ambiente de 6 metros por 5 metros, teríamos 22 metros ao tola, somando as quatro paredes. Arredondando, seria necessário comprar quatro peças de rodaforro.

Se você optar pela sanca, uma dica é evitar remendos em uma mesma parede, pois isso pode comprometer a qualidade do acabamento. Por padrão, essas peças também são comercializadas com 6 metros. No nosso exemplo, para não fazermos emendas, é preciso adquirir quatro peças.

Fonte: Balaroti

« Voltar
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais.